Há terras onde a marcha nupcial não toca há vários anos

Recebi esta informação por email da amiga cίđίŋђαe não poderia deixar de postá-la aqui…

Ninguém se casou em 870 paróquias

Em vinte por cento das 4453 paróquias portuguesas não foi celebrado este ano qualquer casamento e, em algumas delas, a marcha nupcial já não toca há vários anos.

Por: Secundino Cunha com J.S.

O número de casamento católicos tem registado uma descida significativa

Um levantamento feito pelo CM junto da maioria das dioceses revelou que em 870 paróquias ninguém casou e que em 134 destas, já não há qualquer casamento há mais de quatro anos.

A desertificação do interior e a queda da natalidade são apontadas como as causas principais desta realidade, mas a crescente opção pelo casamento civil ou mesmo pela vida em comum sem qualquer casamento também têm um peso significativo.

Segundo os dados do Instituto Nacional de Estatística, na última década, o número de casamentos caiu de 63 752 para 40 391, sendo que os enlaces católicos desceram para menos de metade, tendo passado de 41 331 para 17 451. A ter em conta também o facto de em 2007, pela primeira vez, o número de casamentos católicos (21 924) ter sido inferior ao de casamentos civis (24 317), tendência que se acentuou em 2008 e 2009.

“Tenho quatro paróquias e só tive um casamento”, disse ao CM o padre António Pires da Silva, pároco de Monfortinho, Salvaterra do Extremo, Segura e Toulões, diocese de Portalegre-Castelo Branco. Para este sacerdote, a razão fundamental está na “dramática desertificação” que assola as aldeias portuguesas.

Opinião idêntica tem o padre Ponciano Santos, que cura quatro freguesias no arciprestado de Vila Nova de Foz Côa e que, este ano, celebrou apenas dois casamentos.

Os sacerdotes encaram esta situação como “um reflexo do enfraquecimento da família enquanto célula fundamental da sociedade”. Para o padre Paulo César, de Torre, Amares, “estão a perder-se valores fundamentais, não apenas religiosos, mas sobretudo sociais, que resultam na desvalorização do casamento e da família”.

*As informações acima retirei do site http://www.cmjornal.xl.pt/noticia.aspx?channelId=00000010-0000-0000-0000-000000000010&contentId=AD5730CE-926B-422D-9880-1500335A6841 através de pesquisa na internet.
Esse post foi publicado em Casamento, Notícias e política e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s